A vez das PMEs na era da transformação digital

12/03/2018
Imagem retirada de https://epocanegocios.globo.com/Publicidade/Totvs/noticia/2018/01/vez-das-pmes-na-era-da-transformacao-digital.html
Imagem retirada de https://epocanegocios.globo.com/Publicidade/Totvs/noticia/2018/01/vez-das-pmes-na-era-da-transformacao-digital.html

De cada dez empresas abertas no Brasil em 2016, menos de sete (68%) ainda estarão ativas quando chegarmos ao fim de 2018. Presente em um estudo do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), essa projeção diz respeito a um cenário otimista. Num quadro mais pessimista, estima-se que pouco mais da metade (57%) dessas empresas possa sobreviver.

Os motivos? Há vários. Mas um em cada quatro empreendedores ouvidos pelo Sebrae cita, entre os fatores que levaram ao fim do negócio, desafios relacionados à gestão, assim como problemas administrativos e contábeis. Essa é uma área onde a digitalização das operações pode fazer toda a diferença. E isso não deve estar presente apenas na pauta de grandes empresas. As pequenas e médias também podem – e precisam – se preparar para as demandas e oportunidades de um mundo cada vez mais digital.

Tornar essa transição mais simples e acessível é uma das metas que vêm norteando a TOTVS, multinacional brasileira conhecida por oferecer soluções digitais para empresas de todos os portes. Essa atenção às necessidades das PMEs ganhou ainda mais força depois que a companhia adquiriu a Bematech, referência quando se fala em equipamentos para pontos de venda no varejo no Brasil.

Com a integração das companhias, em 2015, veio a chance de associar a expertise em software com o domínio do hardware. Dessa união de forças nasceram soluções completas, que incluem tanto o equipamento físico como a plataforma de análise de dados, capaz de extrair dos registros do dia a dia do negócio insights que são extremamente valiosos para o empreendedor. Com uma oferta que vai de sistemas de gestão a combos de hardware + software, Fly01 consegue atender as necessidades específicas de cada segmento, como salões de beleza, consultórios, bares, food trucks etc.

Um bom exemplo dessa abordagem é o Bemacash – sistema de ponto de venda para pequenos lojistas que integra sistema de gestão com o tablet, a impressora de recibos, a gaveta de dinheiro e os meios de pagamento – tudo com um só fornecedor e já pronto para ser implementado no ponto de venda. Vale destacar que não é preciso comprar os equipamentos, o pacote é obtido por meio de um aluguel mensal (a partir de R$ 199). Associado a esse hardware está um sistema hospedado na nuvem, que pode ser acessado com segurança, em tempo real, por qualquer dispositivo com conexão à internet.

A solução contempla gestão de estoque, de compras, do setor financeiro e meios de pagamento sem perder de vista as características especiais de cada tipo de negócio. Quem tem um supermercado, por exemplo, vai encontrar no Bemacash Comércio funcionalidades que permitem controlar o estoque com precisão. Já quem abriu um bistrô vai contar com o Bemacash Bar e Restaurante para controlar o atendimento de todas as mesas, assim como os pedidos feitos no balcão.

Isso tudo faz diferença não só no dia a dia, mas também na hora de pensar na próxima semana, no próximo mês, no próximo ano. Já dá para expandir a loja? É preciso reformular o cardápio? A transformação digital permite que o empreendedor encare essas questões e tome decisões estratégicas com mais rapidez e segurança.

Ou seja, para o empreendedor, ela é a chance de focar naquilo que realmente importa para o sucesso do negócio e, mais que sobreviver, crescer. Para o cliente, cada vez mais conectado e exigente, a oportunidade de ter serviços e produtos melhores. E, para a sociedade como um todo, um caminho propício. Afinal, os pequenos negócios respondem por cerca de um quarto do PIB brasileiro e aproximadamente metade dos empregos com carteira assinada. Diante disso, vale a pena pensar grande.

Fonte: Época Negócios