APES quer construção de um ERP com blockchain

29/11/2019
Imagem retirada de https://livecoins.com.br/fapes-quer-construcao-erp-com-blockchain/
Imagem retirada de https://livecoins.com.br/fapes-quer-construcao-erp-com-blockchain/

Um novo edital da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES), quer incentivar a produção de um sistema ERP com uso de tecnologias como a blockchain, entre outros. O edital foi aberto no último dia 22 de novembro.

FAPES quer um sistema ERP com aplicações no setor industrial
A FAPES é uma das principais fundações de amparo à pesquisa do Espirito Santo. Fundada em 2004, é uma autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (SECTI).

No último dia 22 de novembro, a FAPES publicou um edital que certamente chamou atenção. Isso porque a autarquia quer um projeto aplicado ao setor industrial, com uso das chamadas tecnologias habilitadoras.

As tecnologias habilitadoras, que fazem parte da chamada indústria 4.0, são aquelas capazes de causar inovações disruptivas em setores. Algumas das principais foram citadas no Edital, como Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Blockchain, Ciência de Dados e Sistemas Simuladores. No caso da FAPES, o ramo industrial será o foco do Edital FAPES Nº 15/2019.

Com isso, é esperado que empresas que desenvolvem sistemas ERP realizem propostas frente ao edital. Dentre as principais tecnologias habilitadoras propostas para uso, está a blockchain.

O edital deixou claro que esta é uma tecnologia de suporte às criptomoedas como, por exemplo, o Bitcoin. Ou seja, para a FAPES, a tecnologia blockchain funciona combinada com as criptomoedas, não tendo sido claro se há a necessidade do ERP possuir moedas digitais.

Sistema ERP deverá apoiar áreas meio e fim de um segmento produtivo
As empresas que buscarem apresentar propostas para o edital, deverão se atentar aos pontos relevantes do mesmo. Um deles é o apoio completo a um segmento produtivo, com um ERP focado em áreas meio e fim.

Além disso, a atenção aos prazos é fundamental, uma vez que as submissões deverão ser realizadas até 17 de janeiro de 2020. Entretanto, a contratação das empresas acontecerá apenas em 07 de dezembro de 2020.

Em outro ponto, na Fase 1, todas as propostas passarão por uma análise de sete méritos. As pontuações serão de 0 a 10 em cada critério, sendo qualificados projetos com nota superior a 70%. Serão duas fases para conseguir obter o apoio da FAPES, com equipes de no máximo cinco pessoas.

Ao final, está reservado o valor de R$ 500 mil para apoio aos projetos. Cada projeto poderá solicitar no máximo R$ 100 mil, sendo necessário um depósito de 10% de contrapartida em conta específica.

O Livecoins entrou em contato com a FAPES para mais informações sobre a visão da entidade sobre a tecnologia blockchain. Ao final desta, ainda não tinham enviado nota.

Fonte: Livecoins